Exame de Suficiência Contabilidade - Auditoria Contábil: Exercício contextualizado III

Share:
Imagem divulgação
EXAME DE SUFICIÊNCIA EM CONTABILIDADE

AUDITORIA CONTÁBIL

Infraero – FCC (Fundação Carlos Chagas). Nos procedimentos de auditoria independente da Cia. ABC foram constatadas as seguintes incorreções pelo auditor:

I. O saldo da conta Bancos C/Movimento estava superior em R$ 2.250,00 ao saldo do extrato bancário em virtude do não registro contábil de despesas de juros nesse montante cobradas pela instituição financeira.

II. Na conta de Estoques, não deram baixa do custo de mercadorias vendidas decorrentes de uma venda, esta contabilizada corretamente, de R$ 120.000,00, cujo lucro bruto correspondeu a 9/10 desse valor.

III. Na conta de Duplicatas a Receber, constava uma duplicata de R$ 8.000,00, que já tinha sido recebida pela companhia.

IV. Na conta de Imposto de Renda a Recolher estava contabilizado um valor de R$ 10.000,00, quando, na realidade, o valor correto seria R$ 9.500,00, já que o contador da companhia não tinha considerado um incentivo fiscal de dedução do imposto.

Em conseqüência desses erros, o auditor concluiu que o lucro contábil da companhia estava superestimado na importância equivalente, em R$, a

(A) 14.450,00.
(B) 13.750,00. (Resposta).
(C) 12.850,00.
(D) 6.450,00.
(E) 5.750,00.

Comentários

Calculando os ajustes de cada alternativa:

I. O saldo da conta Bancos C/Movimento estava superior em R$ 2.250,00 ao saldo do extrato bancário em virtude do não registro contábil de despesas de juros nesse montante cobradas pela instituição financeira.

O montante das despesas de juros deve ser diminuído do lucro, uma vez que não foram contabilizadas. Tal operação fará com que o lucro contábil diminua R$ 2.250

II. Na conta de Estoques, não deram baixa do custo de mercadorias vendidas decorrentes de uma venda, esta contabilizada corretamente, de R$ 120.000,00, cujo lucro bruto correspondeu a 9/10 desse valor.

Não foi registrado o custo da mercadoria vendida (CMV), somente a venda foi registrada corretamente. Como o lucro é de 9/10 da venda, temos:

120.000 x (9/10) = 108.000
Lucro = Vendas – CMV
108.000 = 120.000 – CMV
CMV = 120.000

Logo, devemos retirar R$ 12.000,00 que corresponde ao CMV não registrado.

III. Na conta de Duplicatas a Receber, constava uma duplicata de R$ 8.000,00, que já tinha sido recebida pela companhia.

Tal fato não altera o lucro da Companhia. A companhia deverá simplesmente registrar o recebimento da duplicata por meio do lançamento:

D – Disponibilidades

C – Duplicatas a Receber
8.000


IV. Na conta de Imposto de Renda a Recolher estava contabilizado um valor de R$ 10.000,00, quando, na realidade, o valor correto seria R$ 9.500,00, já que o contador da companhia não tinha considerado um incentivo fiscal de dedução do imposto.

O Imposto de Renda a Recolher tem como contrapartida a Despesa de Imposto de Renda. Foram lançados R$ 10.000,00 como despesa quando deveria ser lançado R$ 9.500,00. O ajuste seria contabilizar, por meio de soma, o valor de R$ 500,00 ao lucro.

Considerando todas as operações:

(2.250) + (12.000) + 500 = (13.750)

Correção do Professor Bernardo Cherman

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário