segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Monografia: um bicho de sete de cabeças?

*Por Wellington Dantas


Caro estudante... "Fazer um trabalho acadêmico exige muito [...] Além de todo esforço em torno do tema do trabalho, é fundamental ainda, adequá-lo às normas de apresentação. Afinal, de nada vai adiantar você empenhar todos os seus esforços no desenvolvimento do tema se na hora de apresentá-lo ele não estiver dentro dos padrões estabelecidos pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)" (UNIVERSIA, 2011).

Muitos imaginam e até acreditam que um trabalho científico (Monografia) é um bicho de sete cabeças. Trechos de uma música famosa em seus versos diz:

Não tem ninguém que mereça
Não tem coração que esqueça
Não tem jeito mesmo
Não tem dó no peito
Não tem nem talvez ter feito
Um Bicho de Sete Cabeças...


Pelos trechos na música temos uma noção do que representa um bicho de sete cabeças...


Na verdade não é bicho de sete cabeças, mas também não é uma tarefa fácil. Eu, particularmente, trato uma trabalho científico não como um bicho inimigo, mas como um bicho amigo, uma base de três cabeças: o trabalho científico, o aluno e o orientador, uma parceria sinérgica que abre vários caminhos positivos. Um aprendizado profundo que pode trilhar para outros horizontes. Se você olhar sob essa ótica, tenha certeza que vai ser um trabalho prazeroso e de três cabeças... Quando eu desenvolvi a minha monografia tive o prazer de trabalhar com um grande Mestre Orientador Wilson Rolim.

No entanto... um trabalho de monografia, via de regra, gera milhares de dúvidas. Aqui no BlogCONTABILIZANDO estamos com um projeto para criar materiais e fazer parcerias com professores para ajudar alunos de todo o Brasil a desenvolverem seus Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) na área de Contabilidade.

Recentemente, contablogamos com o Prof. Doutorando em Contabilidade João Carlos Hipólito (CLIQUE AQUI E CONFIRA) e entramos nesse assunto. João Carlos que é especialista no assunto ressaltou na oportunidade que não julga normal o aluno "[...] passar toda a graduação e não ser despertado sobre nenhuma questão [...] Será que não temos problemas?" indagou o professor.

Tá vendo caro estudante? tudo parte de uma problemática. Uma questão inquietante que se busca responder...

Porém, o bicho começa a aumentar as cabeças se o aluno não encontra subsídios suficientes para desenvolver sua pesquisa, ou seja, orientador disponível, uma grade curricular que tenha desenvolvido uma base científica sólida. As vezes, o aluno esbarra em questões simples: sua falta de motivação e o incentivo por parte do seu orientador, que em contrapartida também precisa de subsídios para poder orientar o seu aluno da melhor forma possível.

Diante das dificuldades muitos falam no desinteresse do aluno e outros no do Mestre. Na mesma matéria citada anteriormente, um trecho de uma leitora do Blog diz [...] "O aluno também precisa rever seus conceitos, não somente os professores. Cabe analisar e buscar alternativas para ambos os lados. Nessa trajetória negativa quem perde muito mais é a Universidade" [...] Codinome (Lú Bonfinense). Imagino três sendo prejudicados: O professor, a Universidade e principalmente o Aluno.

Bom, não adianta reclamar! Um trabalho científico possibilita o conhecimento para ambos os lados e pode abrir várias portas, cabe um diálogo mais aprofundado e abertura de mentes para discussões entre as partes, caso você encontre ainda mais dificuldades (além das normais) para desenvolver o seu trabalho.

O Blog, como dito, tem um projeto que estamos buscando alternativas para colocar em prática, enquanto isso recomendamos a leitura do material no link abaixo para que você possa dar os primeiros passos para fazer bem a sua monografia. E acredite a Monografia não é um bicho de sete cabeças!!!


*Wellington Dantas, Contabilista, Especialista em Docência do Ensino Superior, Pós Graduando em Gestão de Negócios, facilitador de Cursos em Rotinas Administrativas e Práticas Trabalhistas.

Copyright © 2011 | Powered by Blogger

Formatação e Design | JM DESIGN e Programadores Associados | Criação, Design e Formatação de WebSites | jm.designgrafico@gmail.com